Pesquisa Game Brasil 2017: E-Sports

Pesquisa Game Brasil 2017: E-Sports

Em sua quarta edição, a Pesquisa Game Brasil 2017 foi realizada através da parceria entre a agência Sioux, a empresa de pesquisa Blend New Research e a Game Lab, divisão da ESPM

E-Sports

Mais da metade dos gamers abordados nunca participou de campeonatos. A pesquisa não se aprofundou nos motivos, mas ao verificar que os 37% que já participaram de torneios os fizeram apenas entre amigos, fica claro que os e-sports profissional no Brasil ainda é um segmento pequeno, e talvez a divulgação de campeonatos atualmente está direcionada apenas para o próprio nicho.

Apenas 2% dos pesquisados já participou de campeonatos grandes e organizados. Entre eles, 20% fazem parte de equipes profissionais e 32 % já ganharam dinheiro jogando profissionalmente.

Confira a reportagem especial produzida por Jéssica Borges e Luísa Portugal, do curso de Jornalismo da UFRRJ

Mas se os e-sports já têm fãs, times profissionais e um certo número de admiradores, onde estão acontecendo esses campeonatos? Como uma pessoa que se interesse em assistir partidas pode acompanhá-las?

Existem inúmeros sites dedicados ao tema, alguns canais pagos já realizam transmissões dentro da sua grade de programação, canais de vídeo na internet totalmente dedicados ao tema já e começam a surgir eventos apresentando o potencial desse mercado e as possibilidades para marcas, empresas e investidores interessados nos e-sports. Mesmo assim, podemos verificar na pesquisa, que esse mercado ainda é pouco explorado no Brasil.

pesquisa-game-brasil-2017-e-sport

Confira no próximo post: Pais, Filhos e Games
Post anterior: Computador
Fonte: www.pesquisagamebrasil.com.br


Curso Introdução à Produção de Games: Aprenda como o mercado de games funciona e as principais tarefas de um produtor de jogos

Saiba mais


A Escola Brasileira de Games (EBG) é uma plataforma de ensino, treinamento e aperfeiçoamento de conhecimento nas áreas de gestão empresarial da indústria de jogos, aplicativos mobile e negócios digitais.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *