STDP – The Multiverse – Felipe Cabrera

STDP – The Multiverse – Felipe Cabrera

STDP – The Multiverse é um inovador jogo de estratégia e aventura onde o jogador terá o controle de três personagens, cada um com diferentes poderes e habilidades, e combiná-los de maneira estratégica para passar os mais intrigantes desafios em uma jornada pela restauração da paz mundial

Em STDP – The Multiverse o jogador possui o controle de três personagens, cada um com uma função diferente: Ataque, Defesa e Suporte, que devem ser utilizados de forma estratégica para passar dos obstáculos, desafios e completar a fase.

O jogador controlará um personagem por vez, intercalando entre os três, sendo que para completar a fase, os três personagens devem chegar vivos ao final da missão. Cada personagem terá habilidades únicas dependendo tanto da sua função como por características comportamentais, visuais e históricas.

 O jogo será dividido em estágios, onde cada um terá um determinado cenário, ambiente e inimigos únicos, bem como personagens desbloqueáveis próprios da temática base. Dentro de cada estágio terão dez fases obrigatórias, referente a história principal do jogo, e missões especiais extras desbloqueadas com eventos específicos dos jogadores.

Para melhor jogabilidade, divertimento e engajamento, o jogo contará com diversos cenários, estágios, fases, personagens, inimigos e sistemas, através de uma história atemporal que permite misturar tanto a realidade quanto a ficção em uma abrangente variedade de tema. Além disso, para gerar uma interação com o usuário e uma maior casualidade, o jogo contará com uma mentalidade humorística na sua maior parte.

História

Um misterioso vilão conhecido apenas pela alcunha de Time Controller, devido a seu poder de controlar o tempo, acaba descobrindo que vivemos em um multiverso e que há a possibilidade de abrir fendas entre os universos. Após um tempo aprendendo melhor sobre o funcionamento, Time Controller acaba bolando um plano de abrir as fendas e através de controle mental dominar os maiores exércitos existentes em qualquer período de tempo em qualquer lugar do mundo em qualquer um dos universos presentes no multiverso. Enquanto isso no universo central está a base da Space Time & Dimensions Protectors (STDP), uma equipe de escolhidos para defender a estabilidade e manter a harmonia do multiverso como o conhecemos. Através de diferentes cenários em diversas épocas, como as dos temíveis dinossauros, os terríveis piratas e até mesmo robôs futurísticos, cabe aos sobreviventes da STDP acabarem com os planos de Time Controller e salvar o mundo de exércitos e impérios malígnos que misturam mitologias, contos culturais, histórias sobrenaturais e histórias reais.

escola-brasileira-de-games-stdp-the-multiverse-personagens

Gênero

STDP – The Multiverse terá a estratégia como gênero principal na sua mecânica, devido a que para completar cada missão é necessário usar os três personagens estrategicamente para poder vencer os desafios e obstáculos.

Na parte da história, a aventura estará presente na maior parte do tempo, para dar ênfase no objetivo dos heróis em cada parte do jogo, porém tudo isso será feito com humor, a fim de proporcionar um ambiente mais casual e engraçado ao jogador, que não fique cansativo com o jogo, e para atrair também um público alvo com um intervalo de idade maior.

Tendo em vista a visão estética do jogo, ele será do gênero de plataforma e em 2D, porém os mapas não são apenas lineares com um nível vertical, dando tanto subir alguns andares quanto descer, o formato será uma espécie de labirinto progressivo, para melhor encaixar os desafios.

Gameplay

 O jogador deverá controlar um personagem por vez e a partir da habilidade e função de cada um, terá que passar por desafios estratégicos para poder completar a fase.

A cada estágio existirão três jogadores desbloqueáveis, sendo eles vilões ou guardiões, conforme o jogador vai completando a história, ao derrotar vilões (mentalmente controlados pelo vilão) ou salvar guardiões, eles vão se unindo para a equipe e ajudando a salvar o mundo.

Os obstáculos muitas vezes precisarão da interação de dois ou três personagens e serão no formato de puzzles lógicos. enquanto outros precisarão apenas de um personagem específico, porém precisando agir rapidamente e dominar as habilidades do personagem em questão.

A dificuldade e a bonificação aumentarão gradativamente conforme o jogador vai evoluindo no jogo.

escola-brasileira-de-games-stdp-the-multiverse-personagens-2

Sistemas

O jogo contará com inúmeros sistemas voltados a aumentar o limiar de atenção do usuário, isto é, o tempo em que o usuário fica no jogo, aumentando dessa forma, o engajamento do jogador com o jogo. Dentre os principais sistemas estão:

  • Nível de jogador: Conforme vai jogando e cumprindo missões, o jogador receberá experiência e poderá passar de nível, obtendo recompensas.
  • Nível de personagens: Conforme vai jogando com um determinado personagem, você vai ganhando experiência e nível neste personagem.
  • Árvore de progressão de jogador: Conforme o jogador avança de nível, ele libera pontos de status para colocar nos personagens, que podem sem comprados com moedas.
  • Árvore de progressão de personagens: Conforme os personagens avançam de nível, é possível comprar melhorias para serem usadas em todos os personagens.
  • Baú de recompensa por tempo: De acordo com o tempo que o jogador passa dentro do jogo, ele recebe um baú contendo itens e bonificações.
  • Recompensa diária: Todo dia que o jogador entrar, ele irá receber um bônus. Caso entre em dias consecutivos, os bônus vão aumentando.
  • Desafio diário e semanal: Existirão desafios diários e semanais a serem realizados, e caso o jogador receberá um bônus por desafio completado.
  • Pontuação de nível: Pontuação em estrelas para cada nível, ao atingir certa pontuação, o jogador consegue uma estrela no nível, as pontuações podem ser ganhas passando o jogo em um curto período de tempo, não perdendo vida, escolhendo uma formação correta, limite de uso de habilidade, inimigos derrotados e outros.
  • Moeda do jogo: Permite o jogador a raramente encontrar baús secretos com moedas durante o jogo, além de ser recompensado com moedas ao cumprir desafios e passar de fases, de acordo com a pontuação final.
  • Encontrar itens durante o jogo: Permite o jogador a raramente encontrar baús secretos com itens durante o jogo.
  • Equipe principal: De acordo com a equipe selecionada para cada fase, o cenário, personagens e inimigos irão interagir de maneira diferente, ficando mais difícil ou mais fácil completar a missão, além de ativar eventos especiais, como conquistas e liberação de mapas.
  • História não linear: Opção de mudar alguns eventos e ações no jogo de acordo com escolhas do jogador, além da possibilidade de executar missões passadas novamente.
  • Customização de mapa: Opção de jogadores poderem criar e customizar mapas novos para o jogo.
  • Música customizada: Possibilidade de customizar a música ambiente do jogo.
  • Compatibilidade com controle: Permite jogar não só com teclado e mouse, mas também com controle.
  • Steam Cloud: Opção de salvar o jogo na nuvem da Steam.
  • Steam Workshop: Oficina oficial da Steam, onde jogadores podem baixar conteúdo desenvolvido por outros jogadores, tais como mapas, personagens e inimigos.
  • Steam Leaderboards: Sistema de ranking da Steam, onde terá o posicionamento dos melhores jogadores, seja em tempo de jogo, fase completada mais vezes ou missão terminada em menor tempo.
  • Steam Achievements: Sistema de conquistas da Steam onde o jogador recebe uma conquista ao completar desafios do jogo.
  • Steam Trading Cards: Sistema de cartas da Steam, esse sistema permite que o jogador avance de nível em seu perfil da Steam através de cartas que são conquistadas conforme o jogador passa o tempo no jogo.
  • Evento temporário: Existirão eventos temporários com recompensas únicas aos jogadores.
  • Customização de personagem: Possibilidade de customizar a aparência do personagem através de itens estéticos.
  • Equipamento de personagem: Permite personagens equiparem itens especiais para garantir bônus extras.
  • Steam Community Market: Sistema de mercado da Steam, permite jogadores trocarem itens entre si.
  • Cooperativo Online: Modo cooperativo com até três jogadores de forma online.
  • Cooperativo Local: Modo cooperativo com até três jogadores de forma local, com divisão de teclado ou uso de controles externos.
  • Sistema de pet: Os personagens terão Pets que os acompanharam na jornada.
  • Base da STDP: A STDP irá ter uma base própria, onde ficarão todos os personagens liberados, será possível melhorar e customizar o ambiente.
  • Craft de itens: Permitirá os jogadores criarem e evoluírem itens.
  • Criação de personagem: Permite o jogador a criar ou baixar da oficina um personagem a seu gosto.
  • VAC3: Sistema de anti hack oficial da Valve.
  • PVP: Modo Online onde uma equipe de até três pessoas enfrentará outra equipe de até três pessoas numa batalha de tempo, onde quem chegar primeiro no objetivo irá vencer a rodada.
  • Modo Sobrevivência: Mapa procedural com dificuldade que aumenta conforme o tempo, até que um membro da equipe morra.
  • Finais alternativos: Possibilidade da escolha final do jogador levar a finais alternativos.
  • API de Desenvolvimento: Possibilidade de jogadores desenvolverem conteúdos personalizados para o jogo com a ajuda de uma API.

escola-brasileira-de-games-stdp-the-multiverse-art

Desenvolvimento – História e Desafios

A idéia do jogo começou depois da metade do ano passado, até então eu apenas fazia jogos e aplicativos rápidos, como um hobby e um estudo de programação. Como esse jogo é grande e requer um bom tempo de desenvolvimento, no primeiro mês fiquei apenas na ideia de como seria legal fazê-lo, até que no segundo mês criei um pouco mais de coragem e comecei a investigar melhor se a ideia era boa, pensar em mais alguns detalhes, pesquisar a viabilidade do projeto e ver alguns dos requisitos que precisava. Finalmente a coragem para começar o projeto veio e comecei a reunir a equipe, de início seríamos eu e um outro amigo programador e iriamos procurar dois designers para nos ajudar com a parte gráfica que não é nosso foco.

Após cerca de um mês de procura de membros que aceitassem divisão de lucros ao fim do projeto, marcamos de começar no início do ano, porém antes de começar uma das pessoas responsáveis pelo design saiu. Ao começarmos no início do ano, após cerca de duas semanas tivemos um segundo problema, a segunda pessoa responsável pela parte gráfica achou não estar totalmente preparada para aquilo, tivemos então que procurar novos integrantes. Achamos, dessa vez apenas um, que parecia ser habilidoso. Porém, mesmo sendo habilidoso, o cronograma não estava viável, muita demora para pouco resultado, até que meu amigo programador se cansou e desistiu do projeto, em seguida o designer saiu do projeto por falta de tempo.

Creio que este tenha sido o ponto de maior problema, um dos integrantes que ajudava desde o início do projeto havia saído e estava só eu novamente. Neste dia tive de pensar bem sobre desistir ou continuar e se fosse continuar, precisava achar um jeito mais viável de formar a equipe e acabar com os problemas que estava tendo. Novamente fiz um estudo de viabilidade do projeto, dessa vez com cálculos bem mais aprofundados e pesquisas melhor elaboradas.

Após alguns dias de pesquisa e conversas com especialistas em desenvolvimento de jogos e familiares, decidi dar a última chance ao projeto, chegando a conclusão que o melhor seria contratar uma equipe e não fazer por divisão por lucro.  

Isso havia sido no final de Abril, na metade do mês já estava com equipe formada, mais um programador (Maxwell Cortez) para me ajudar no desenvolvimento e um designer (Felipe Sanz) para fazer os gráficos do jogo. Ambos muito talentosos e esforçados, que mesmo com 4 meses de atraso conseguiram me ajudar a deixar o cronograma em dia.

Fora a parte da equipe, os problemas são os que creio que todos os desenvolvedores independentes tem, que considero como “As três dúvidas fatais”: Será que meu jogo vai dar certo? Será que conseguirei divulgar e alcançar muitas pessoas? Será que vai valer a pena gastar tanto tempo ou é um erro?

Para elas, a resposta que encontrei foi simples: Só depende do seu esforço e paciência. Ultimamente os jogos indies estão fazendo sucesso, basta ter algo inovador, algo que atrai o usuário. Se você se esforçar bem no desenvolvimento, fazer uma ideia bem elaborada e divulgar certinho regularmente, uma hora o jogo começará a ficar conhecido e atrairá fãs.

Hoje estamos até mais acelerados do que eu previa, a versão de demonstração que era para ser lançada em Setembro junto com a Crowdfunding será lançada em Agosto, alcançamos cerca de 900 likes no Facebook e mais de 1500 seguidores no Instagram, ultrapassando as expectativas que queria alcançar nesta fase do projeto. Já temos 7 devblogs lançados e temos materias prontos para mais 4, que estarão disponíveis em breve no nosso blog. Além de muitas novidades que estão por vir, basta nos segui nas redes sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/stdpgame/

Twitter: https://twitter.com/playstdp

Instagram: https://www.instagram.com/playstdp/

Site: http://playstdp.com

Blog: http://playstdp.com/blog


Confira outros games

http://escolabrasileiradegames.com.br/category/games/


Aprenda técnicas de storytelling para criar narrativas inovadoras e envolventes no curso Técnicas de Storytelling e Narrativas em Games

O curso apresenta a evolução das narrativas nos games, com as estratégias utilizadas por equipes criativas para envolver jogadores de todas as idades, e o processo evolutivo e criativo do mercado de jogos digitais.

Saiba mais


Escola Brasileira de Games (EBG) é uma plataforma de ensino, treinamento e aperfeiçoamento de conhecimento nas áreas de gestão empresarial da indústria de jogos, aplicativos mobile e negócios digitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *