Football Manager: Uma breve história da franquia

Football Manager: Uma breve história da franquia

Quando se trata de futebol, todo torcedor se considera um especialista no assunto não é mesmo?

Sejam fãs barulhentos que gritam acordando os vizinhos ou torcedores que não perdem uma partida de seu time no favorito, grande parte desse público realmente acredita sabem mais e podem fazer um trabalho melhor do que o treinador de sua equipe!

escola-brasileira-de-games-championship-manager-football manager

Pensando nisso, no início da década de 1990 os irmãos Paul e Oliver Collyer criaram o primeiro game de sucesso de gerenciamento de futebol, o Championship Manager (CM), que uma década depois originaria o Football Manager (FM).

Lançado em 1992, o CM foi tão marcante e inovador que está presente no rol dos melhores jogos da década de 1990. “Estávamos testando todos os outros jogos da época e chegamos à conclusão que não gostávamos muito deles. Em nossa arrogância, decidimos que poderíamos fazer melhor”, explica Oliver.

Uma idéia original 

Apesar do sucesso inicial, o grande salto veio em 1994 quando os irmãos Collyer, com a ajuda de Miles Jacobson, criaram a Sports Interactive. Com mais recursos e tecnologia aprimorada, o CM 2 foi lançado e conquistou os fãs de futebol a nível mundial. “Todos os outros estavam criando um jogo de futebol naquela época, e ele poderia ser redefinido no final de cada ano. Então não importava, os fãs de futebol realmente não interagiam com outras equipes, eles realmente não tinham jogadores além do mercado de transferências básico”, explica Jacobson, diretor de estúdio da Sports Interative.

“Mas os irmãos Collyer diziam que não se importavam se um humano estava jogando ou um gerente de computador estava jogando — o jogo continuaria porque seria um mundo vivo, respirando. É o que sempre tentamos fazer desde então”, destaca Jacobson.

Com o passar dos anos, a franquia Championship Manager foi se tornando cada vez mais profissional. Além do mais, no projeto de produção do CM 3, na final dos anos 1990, a Sports Interactive se uniu a Eidos Interactive. “Organizamos mais uma operação séria”, explica Jacobson. “Eu me lembro de pessoas que ficaram acordadas por três dias porque estávamos prestes a enviar a versão final do CM 3”, completa.

A evolução da franquia

A Sports Interactive lançou várias sequências para o Championship Manager nos anos seguintes — antes de se separar da editora Eidos Interactive em 2004 e unir forças com a SEGA para restabelecer a franquia Football Manager. Enquanto a Eidos manteve a interface do usuário e a marca CM, a Sports Interactive ficou com o banco de dados e o código de jogo para o lançamento do FM.

Após a quebra da parceria entre Eidos e Sports Interactive, as franquias tiveram caminhos bem distintos. Em 2010, a Eidos abandonou a versão desktop após o lançamento do CM 2010 e passou a focar no mercado de celulares — mas não fez muito sucesso. Em abril de 2018, a empresa resolveu interromper o suporte e download dos games da franquia.

“Queremos agradecer imensamente a todos os fãs que apoiaram o Championship Manager no celular nos últimos quatro anos. O belo jogo pode retornar ao celular no futuro. Enquanto isso, esperamos que você tenha gostado de jogar”, comunicou a impressa em sua página na internet.

Objetivos conquistados pelos desenvolvedores 

Do outro lado, a franquia Football Manager é um grande sucesso e não para de crescer. Esse universo de gerenciamento de futebol virtual foi criado por dois irmãos que queriam mudar o rumo dos games relacionados a esse esporte tão popular, e não dá para dizer que falharam no propósito. “Nós nos propusemos a criar uma experiência no mundo do jogo”, explica Paul. “Conseguimos criar um fenômeno sem comprometer isso.”

O sucesso é tão grande que diretores e treinadores da vida real adotam o Football Manager como fonte de estudo. Em 2008, o clube inglês Everton assinou uma parceria com a Sports Interactive para ter acesso aos dados futebolísticos da empresa. Anos mais tarde, o treinador português André Villas-Boas, que já comandou o gigante Chelsea, tornou-se fã do game.

Com o apelo dos fãs e profissionais do meio, o Football Manager está incontestavelmente no topo dos simuladores dos games de gerenciamento do futebol. E nada disso seria possível sem o pioneiro Championship Manager lá no início dos anos 1990.


Cursos com desconto e sugestões para aprender sobre: Ferramentas para Desenvolvimento de Jogos

Saiba Mais

Nosso objetivo é ensinar, incentivar e aperfeiçoar a capacitação profissional através de metodologia inovadora baseada nas experiências e práticas de gestão reais utilizadas pelas empresas no Brasil e no mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *