Smartphones Android alcançam 90% dos usuários brasileiros

Smartphones Android alcançam 90% dos usuários brasileiros

Pesquisa aponta que 90% dos smartphones no Brasil são Android. E como isso impacta a vida do desenvolvedor mobile?

De acordo com matéria do site Tudo Celular, o Brasil espera aumentar a base de smartphones para 72 milhões até 2017, mostrando que este mercado está funcionando a pleno vapor e desenvolvimento.

Os dados foram extraídos de uma pesquisa elaborada pela empresa Jana (https://blog.jana.com/blog).

A pesquisa também apontou outras tendências relevantes. Atualmente 90% dos smartphones no Brasil são do sistema Android. Os 10% restantes são divididos entre aparelhos iPhone e Windows Mobile.

E o que isso tem a ver com games e apps? 

Bom, se você é um desenvolvedor e está pensando em criar algum aplicativo para monetizá-lo no futuro, seja através de anúncios ou via compras dentro do aplicativo, tenha em mente quais ferramentas irá utilizar e o número de possíveis usuários que você terá à disposição dependendo do sistema operacional que adotar como plataforma de desenvolvimento.

Usuários Android são a maioria esmagadora em relação ao total de usuários de smartphones no Brasil

Entretanto, saiba que muitos estudos afirmam que usuários de iPhone e iPad costumam gastar mais que os de Android. Algumas pesquisas apontam que o uso de devices iOS são mais concentrados nas classes A e B, enquanto que nas classes C e D a predominância é do sistema operacional Android.

Um outro aspecto importante a ser observado é que são poucos os aplicativos exclusivos para apenas um sistema operacional atualmente. A idéia compartilhada pela maioria dos grandes desenvolvedores de apps e jogos é a de que um aplicativo deve estar disponível para todas as plataformas, e o acesso ao serviço ser o mais democrático possível.

Privar usuários de uma plataforma de acessar um serviço pode gerar uma imagem negativa para o desenvolvedor

Um ponto sensível de toda essa questão é: custa mais caro e leva mais tempo desenvolver um aplicativo para todas plataformas. Por isso, dependendo da quantidade de recursos para o desenvolvimento, o desenvolvedor precisa priorizar o trabalho para uma plataforma inicialmente e deixar as demais audiências para um segundo momento. Se isso acontecer, aproveite para coletar o maior número de informações para depois poder comparar resultados com as outras plataformas.

O segundo ponto fundamental desse assunto é, portanto, que ao passo que você trabalha com diferentes plataformas, notará que os padrões de perfil demográfico, de navegação (como frequência de uso e tempo de permanência) e de consumo (compras) pode variar de plataforma para plataforma. E isso implica na necessidade de tratar os diferentes grupos de usuários de forma diferenciada.


Aprenda como ser um produtor de games e conheça as ferramentas mais utilizadas pelos desenvolvedores no curso Introdução à Produção de Games

Saiba mais


Escola Brasileira de Games (EBG) é uma plataforma de ensino, treinamento e aperfeiçoamento de conhecimento nas áreas de gestão empresarial da indústria de jogos, aplicativos mobile e negócios digitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *