Transforme o amor por video games em carreira

Transforme o amor por video games em carreira

O Brasil já é o 11º país que mais “consome” video games no mundo e começa a ganhar atenção com a produção nacional de jogos

Com o desenvolvimento da tecnologia e o surgimento do primeiro console – o Odyssey, em 1972 – a criação de video games passou a atender uma produção em massa.  Desde então o desenvolvimento dos jogos não para de crescer, evoluir e apontar o caminho do futuro, resultando em uma indústria que gera US$ 100 bilhões em faturamento e milhares de empregos diretos e indiretos no mundo

Em expansão, a indústria já virou trabalho sério de gente grande e inúmeras instituições de ensino superior já oferecem cursos de graduação na área para os jovens que vislumbram transformar o hobby em profissão. E a paixão de alguns deles é tão grande, que muitos nem esperam uma formação na área para começar a estudar.

Com informações e inspiração para aqueles que querem se inserir no mercado antes de procurar educação formal, o artigo “Como trabalhar com jogos sem ter formação na área” prova que isso é possível e dá dicas sobre como desenvolver suas habilidades de forma autônoma.

escola-brasileira-de-games-udemy-desenvolvimento-de-carreira

Com salários atrativos e rotina profissional bastante dinâmica, uma carreira no setor pode ser a escolha certa se você é aficionado por video games e adora colocar em prática sua criatividade. Contudo, é preciso ter um objetivo claro, afinal, até um jogo chegar às mãos do público, muitos profissionais se dedicam a desenvolver um produto de alto nível técnico e de entretenimento, o que significa que as possibilidades de atuação na área são bem diversas. Leia o artigo “Como conseguir um emprego na indústria de jogos” e saiba como se preparar com esse passo-a-passo detalhado dos principais estágios a serem percorridos por quem almeja trabalhar na indústria de video games.

Veja a seguir as principais profissões do setor, seus salários médios no Brasil e um link para vagas de emprego em cada área:

  • Game Designer: como um diretor de um filme, é  responsável por todo o processo de um jogo, desde a pré-produção até o lançamento. É o profissional que define a trama, a ambientação, os personagens e as regras. O salário médio no Brasil é de R$1.025. Encontre vagas na área e candidate-se aqui: https://goo.gl/Xy82gC
  • Roteirista: é quem desenvolve a trama do jogo, com foco na interatividade e atratividade de sua evolução e conclusão.
  • Redator: responsável por redigir toda a narrativa: diálogo, comentários ou qualquer texto que apareça durante o jogo. Também supervisionará  textos na embalagem, descrição, manual, etc. Os dados de salário não estavam disponíveis, mas é possível encontrar vagas na área aqui: https://goo.gl/Mmq6eN
  • Produtor: é quem coordena as equipes de produção e gerencia todo o cronograma e orçamento de projeto.

  • Programador: responsável por desenvolver o código base do jogo através de linguagens de computação (como JAVA e C++, por exemplo) para criar a parte física de um jogo (como dirigir um carro ou pular). O salário médio gira em torno de R$1.340. Encontre vagas na área e candidate-se aqui: https://goo.gl/xdhCqb
  • Artista Gráfico: é o profissional responsável pela identidade e comunicação visual do jogo, como paleta de cores, formas, modelagem em 2D e 3D, etc., definindo a estética final.
  • Designer de Áudio: é quem cria, capta e manipula todo e qualquer som de um jogo, desde trilhas musicais às peças sonoras, como o som de uma explosão, por exemplo. A média salaria é de R$ 1.800. Encontre vagas na área e candidate-se aqui: https://goo.gl/edmdx7
  • Game Tester: literalmente quem testa o protótipo de um jogo para verificar a jogabilidade, procurar por defeitos, erros ou falhas e até mesmo avaliar criticamente o jogo como um todo.

Há ainda oportunidades para profissionais de outras áreas, como marketing, relações públicas e vendas. Para encontrar uma oportunidade no setor, dê o play buscando na Adzuna!

Originalmente publicado em: https://www.adzuna.com.br/blog/2018/01/10/quer-transformar-o-hobby-em-profissao-conheca-carreiras-para-aficionados-em-videogames/


Cursos com desconto e sugestões para aprender mais sobre: Game Design

Saiba Mais


A Escola Brasileira de Games (EBG) é uma plataforma de ensino, treinamento e aperfeiçoamento de conhecimento nas áreas de gestão empresarial da indústria de jogos, aplicativos mobile e negócios digitais.

Nosso objetivo é ensinar, incentivar e aperfeiçoar a capacitação profissional através de metodologia inovadora baseada nas experiências e práticas de gestão reais utilizadas pelas empresas no Brasil e no mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *