A importância do Game Design Document (GDD) no desenvolvimento de jogos digitais

A importância do Game Design Document (GDD) no desenvolvimento de jogos digitais

Para ser um documento funcional e eficiente, um Game Design Document deve ser constantemente atualizado em colaboração com os demais membros da equipe

Quando se trabalha com desenvolvimento de games em equipe, é indispensável que todos os membros estejam devidamente alinhados e em sintonia para que não surjam aberrações provenientes da falta de entendimento e comunicação entre as partes.

Pode ser desastroso se, por exemplo, os artistas gráficos tiverem uma coisa em mente em relação ao jogo enquanto os designers de áudio tiverem uma ideia totalmente diferente quanto ao caminho que o jogo deve seguir. Imagine como a situação se complica quando diversas pessoas de funções variadas estão envolvidas com a produção de um game. Se todas as decisões tomadas para o desenvolvimento do jogo não estiverem fartamente documentadas e acessíveis a toda a equipe, esses problemas podem surgir. E essa possibilidade é, acredite, bem grande.

escola-brasileira-de-games-udemy-desenvolvimento

Para evitar que situações como essas ocorram, há um documento chamado Game Design Document, mais conhecido como GDD. É nele que o game designer – o profissional geralmente responsável por redigir o documento – esmiúça todas as mecânicas que irão compor o jogo, além de incluir detalhes provenientes de outras áreas, como informações referentes à estética do game, que são recolhidas junto aos responsáveis.

O GDD deve iniciar já na fase de protótipo do game

O GDD não se torna um documento definitivo logo de cara. É normal, e até desejável, que o documento se modifique bastante o longo do processo de desenvolvimento do game. Muitas informações são acrescidas, já que certos detalhes acabam surgindo com o tempo, e outras são abandonadas para melhor aproveitamento do jogo. Mas é fato que o GDD começa a ser escrito já na sequência à fase de protótipo do jogo, conforme ideias e conceitos vão se concretizando e se mostrando aplicáveis.

Daí em diante, o GDD deve ser constantemente atualizado em colaboração com os demais membros da equipe. E obviamente, deve ficar facilmente acessível a todos os envolvidos, que também precisam ser avisados sempre que houver alterações.

Agora que você já sabe para que serve o importante Game Design Document, que tal aprender a redigir um? Existem muitos modelos disponíveis por aí, porém, são bastante distintos entre si, e saber qual deles melhor se adequa ao seu projeto é parte importante da questão. Aliás, o essencial é que cada projeto tenho um GDD adequado aos seus propósitos. Portanto, é muito importante que o game designer saiba redigir seu próprio GDD com eficácia.

Referência: Como ser um programador de jogos: Game Design Document, Bruno Cicanci. Game Developer, 11 de dezembro de 2013.


Aprenda como criar o GDD ideal no curso “Game Design Document: Por Onde Começar

Saiba Mais


A Escola Brasileira de Games (EBG) é uma plataforma de ensino, treinamento e aperfeiçoamento de conhecimento nas áreas de gestão empresarial da indústria de jogos, aplicativos mobile e negócios digitais.

Nosso objetivo é ensinar, incentivar e aperfeiçoar a capacitação profissional através de metodologia inovadora baseada nas experiências e práticas de gestão reais utilizadas pelas empresas no Brasil e no mundo.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *